TRIBUNAL DE CONTAS-SINDROME DE DOW_ABRIL 2024

 

Início » Operação Semana Santa termina sem mortes e apenas recusas ao bafômetro em MS

Operação Semana Santa termina sem mortes e apenas recusas ao bafômetro em MS

por Redacao
0 comentário

Foto: Divulgação

Entre a quinta-feira (28) e domingo (31) os agentes da autoridade de Trânsito do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) atuaram na Operação Semana Santa nas rodovias estaduais e na Operação Lei Seca em parceria com o BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) em Campo Grande e Dourados.

A atuação nos quatro dias contabilizou 1.575 testes de etilômetros, com 178 condutores se recusando a fazer o teste, e 45 pessoas flagradas dirigindo sem possuir CNH (Carteira Nacional de Habilitação). Ao todo, 35 veículos foram removidos aos pátios credenciados do Detran-MS, sendo 17 motos e 18 carros.

Nas rodovias MS-010, MS-080, MS-040, MS-178, MS-339, MS-345, MS-382 e MS-450, que tiveram atuação dos agentes na Operação Semana Santa, nenhuma morte foi registrada.

O Gerente Especial de Patrulhamento Viário e Fiscalização, Ruben Ajala avalia positivamente a operação. “Nosso saldo é positivo pois não tivemos nenhuma vítima fatal. Também não tivemos ninguém flagrado embriagado. O feriado da semana santa é bem atípico, mais familiar, as pessoas têm uma consciência maior. Mas continuamos vigilantes porque alguns condutores insistem em realizar ultrapassagem em local proibido nas rodovias”.

Vale lembrar que embora não configure crime de trânsito, a recusa em se submeter ao teste de alcoolemia, é uma infração gravíssima prevista no art. 165-A do CTB (Código de Trânsito Brasileiro), com multa no valor de R$ 2.934,70, suspensão da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) pelo período de 12 meses e retenção do veículo.

Além da atuação nas rodovias estaduais, e Operação Lei Seca em parceria com o BPMTran (Batalhão de Polícia Militar de Trânsito) em Campo Grande e o 3° BPM em Dourados, os agentes da autoridade de trânsito do Detran-MS também deram apoio à procissão da Paixão de Cristo e Vigília Pascal nos dois municípios.

Embora vidas humanas tenham sido preservadas, ainda é possível registrar inúmeros acidentes com mortes de animais silvestres, em destaque a de uma anta, possivelmente vítima de acidente na noite anterior. A carcaça do animal foi retirada pelos agentes que faziam patrulhamento na MS-345.

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal