GAZETA_MENSAGEM

 

Início » PF apreende 1,4 mi de caixas de cigarros contrabandeados em rodovias de MS

PF apreende 1,4 mi de caixas de cigarros contrabandeados em rodovias de MS

por Redacao
0 comentário

Última ação da polícia, aconteceu na noite de ontem (21), quando os policiais encontraram 600 caixas de cigarros em um caminhão próximo de Itaquiraí – Foto: Divulgação

Em 48 horas, agentes da Polícia Federal (PF) apreenderam 1.400 mil caixas de cigarros em rodovias de Mato Grosso do Sul. A última apreensão ocorreu na noite de ontem (21), quando os policiais interceptaram cerca de 600 caixas de cigarros sendo transportadas em um caminhão próximo a Itaquiraí, a 405 quilômetros de Campo Grande.

O flagrante ocorreu durante uma fiscalização, quando os policiais interceptaram um caminhão carregado de cigarros de origem estrangeira introduzidos ilegalmente no território brasileiro

Durante a vistoria do veículo, os policiais encontraram mais 600 caixas de cigarros sendo transportadas ilegalmente. Diante da situação, o motorista foi preso em flagrante por crime de contrabando.

A carga de cigarros ilegais foi apreendida e encaminhada à Receita Federal para os procedimentos fiscais pertinentes.

PF encontra 800 caixas de cigarros escondidos em farelo de cereais 

Na última quarta-feira (20), agentes da Polícia Federal encontraram 800 caixas de cigarros escondidas em meio a farelo de cereais, na BR-163, próximo a Naviraí, a 364 quilômetros de Campo Grande.”

PF/ Divulgação 

O flagrante ocorreu quando os policiais interceptaram um caminhão carregado de cigarros de origem estrangeira, sendo transportados de forma ilegal.

Durante o flagrante, o motorista não ofereceu resistência e confessou o transporte da carga, sendo preso em flagrante delito.

No caminhão, os policiais encontraram 800 caixas de cigarros, ocultas sob uma camuflagem de farelo de cereais.

O caminhão e a carga foram encaminhados à Receita Federal do Brasil, para os procedimentos fiscais pertinentes. Fonte: Correio do Estado

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal