Início » Proprietários de ferros-velhos são presos com quase meia tonelada de fios de cobre na Capital

Proprietários de ferros-velhos são presos com quase meia tonelada de fios de cobre na Capital

por Redacao
0 comentário

A operação aconteceu em dois estabelecimentos no na região do Caiobá, em Campo Grande – Foto:  Guarda Civil Metropolitana

Dois proprietários de ferros-velhos foram presos em flagrante com quase meia tonelada de cobre sendo comercializados ilegalmente. As prisões aconteceram em estabelecimentos na região do Caiobá, em Campo Grande.

As fiscalizações aconteceram com ajuda das equipes da Guarda Civil Metropolitana, Polícia Militar, Polícia Civil e fiscais da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano).

Foram apreendidos fios de energia elétrica e de telefones. Durante a operação, também foram encontrados cobres e grande quantidade de fios de alumínio.

Os materiais foram encaminhados, juntamente com os comerciantes para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário Cepol (Depac), para registro da ocorrência.

Operação Ferro-velho

Em novembro de 2023, agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM), fiscalizaram quatro estabelecimentos. Um deles foi constatado que estava sem alvará e funcionava ilegalmente.

Já no dia 21 de novembro, quatro pessoas foram presas e outras 36 empresas que realizavam o serviço ilegalmente foram notificadas.

Conforme o levantamento da Sedes, em 2023, foram 107 casos de furtos de fios de energia elétrica furtados somente em Campo Grande.

O roubo de fios de cobre cresceu em Campo Grande por conta da facilidade na venda do produto. Os usuários de drogas realizavam os furtos e depois trocam por entorpecentes, oferecidos diante de receptadores.

Homem morre eletrocutado  

Na última segunda-feira (5), Jorge Hermenegildo Staskowian Júnior morreu eletrocutado, após invadir uma unidade de energia elétrica da Vila Progresso, próximo ao Estádio Morenão.

O homem que entrou no local para furtar fios de energia, acabou recebendo uma descarga elétrica de 130 mil kilovolts. O acidente acabou gerando um curto-circuito que acabou deixando 30 mil imóveis sem energia elétrica. Fonte: Correio do Estado

 

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal