A problemática da Hidrovia Paraná-Paraguai, por Carlitos del Frade e Jorge Daneri

O apresentador argentino Quique Viale recebeu em um dos episódios do seu programa de rádio, de 15 de maio de 2021, os convidados Carlitos del Frade e Jorge Daneri, para tratar sobre a problemática da Hidrovia Paraná-Paraguai.

Os convidados para um programa de rádio argentino que tratam da problemática da Hidrovia Paraná-Paraguai – Foto: Reprodução

Eles abordam, principalmente, o fato de que o rio Paraná, no trecho argentino, é mantido navegável pela cobrança de pedágio a um conjunto de empresas associadas. Sendo assim, os canais estão sujeitos a processos de artificialização, que além das dragagens, podem ser produzidos alargamentos.

A Hidrovia Paraná-Paraguai é um megaprojeto concebido pelos países Argentina, Bolívia, Paraguai, Uruguai e Brasil, que compõem a Bacia do rio da Prata, com o objetivo de transformar os rios Paraguai e Paraná em um canal industrial de navegação, permitindo a circulação de grandes comboios durante todo o ano e nas 24 horas do dia.

Com isso, ao longo de muitos anos, várias intervenções nos rios vem sendo propostas como, por exemplo, as dragagens que causarão danos irreversíveis aos rios, com alteração na dinâmica ecológica de todo um complexo sistema de áreas úmidas, o Sistema Paraná-Paraguai. Com informações do ECOA

 

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com