Mato Grosso do Sul soma 1,2 mil casos de Covid-19 em 24 horas

Dados do boletim epidemiológico divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) apontam que 1.215 testes de Covid-19 foram confirmados nas últimas 24 horas.

Com isso, Mato Grosso do Sul totaliza 387.398 casos confirmados desde o início da pandemia. A média móvel de casos dos últimos sete dias é de 936,1. A taxa de contágio não foi divulgada.

Dentre os casos confirmados, 437 são de Campo Grande, 108 de Maracaju, 82 de Três Lagoas, 69 de Nova Andradina, 48 de Paranaíba, 45 de Bonito, 45 de Corumbá, 35 de Cassilândia, 33 de Dourados, entre outros municípios.

Um homem de 70 anos morreu de Covid-19, de acordo com o boletim. Ele faleceu em 9 de janeiro, mas o óbito foi computado apenas no dia de hoje (12).

O idoso tinha doença respiratória crônica e imunossupressão. Com isso, Mato Grosso do Sul totaliza 9.746 mortes desde o início da pandemia. A taxa de letalidade é de 2,5%.

De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, os números estão totalmente atualizados e não sofrem mais defasagem após ataque hacker no sistema do Ministério da Saúde.

Números estão atualizados e não sofrem mais defasagem após ataque hacker – Foto: Reprodução

Aglomerações em festas de fim de ano são responsáveis pela explosão no número de casos de Covid-19 e Influenza (gripe H3N2) em Campo Grande, de acordo com o diretor-presidente do Hospital Unimed Campo Grande, Maurício Simões Correa.

Segundo o diretor, as pessoas “baixaram a guarda” em relação aos cuidados com as medidas de biossegurança, como uso de máscara, álcool gel, lavagem das mãos e principalmente aglomerações.

De acordo com a secretária adjunta de Saúde, Crhistinne Maymone, confraternizações de fim de ano e relaxamento das medidas de biossegurança a partir de novembro após melhora na pandemia são responsáveis pelo aumento no número de pacientes com sintomas gripais em janeiro de 2022.

Os meses mais contagiosos da pandemia até agora foram junho de 2021 (44.686); maio 2021 (42.540); dezembro (34.700) e março 2021 (34.070).

Já os meses mais letais da pandemia foram abril 2021 (1.411); junho 2021 (1.327); maio 2021 (1.140); março 2021 (1.108) e julho 2021 (690). Com informações do Correio do Estado

Sintomas da Covid-19

É possível que o cidadão esteja infectado com o vírus da Covid-19 caso apresente os seguintes sintomas:

  • Febre
  • Tosse seca
  • Perda do olfato
  • Perda do paladar
  • Falta de ar
  • Dificuldade para respirar
  • Dor ou pressão do peito

Transmissão

O meio de transmissão da Covid-19 se dá por inalação ou contato com gotículas de saliva, secreções respiratórias ou superfícies contaminadas. Portanto, a transmissão pode ocorrer por meio de:

  • Tosse
  • Espirro
  • Catarro
  • Apertos de mão
  • Contato pessoal próximo
  • Contato com objetos contaminados

Prevenção

Existem inúmeras formas de se prevenir o contágio e proliferação da Covid-19. Confira:

  • Vacinação contra Covid-19
  • Uso de máscara
  • Uso de álcool gel
  • Lavagem das mãos com água e sabão
  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca
  • Não compartilhar objetos pessoais
  • Ventilar ambientes
  • Evitar aglomerações e espaços fechados

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com