GAZETA_MENSAGEM

 

Início » Suspeito de mandar matar Marielle será transferido para presídio federal de Campo Grande

Suspeito de mandar matar Marielle será transferido para presídio federal de Campo Grande

por Redacao
0 comentário

Deputado Chiquinho Brazão junto a outros dois suspeitos foram presos na manhã desse domingo durante a Operação Murder Inc – Foto: Reprodução

Preso sob a acusação de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielli Franco e o motorista Anderson Gomes, o deputado federal Chiquinho Brazão (União Brasil -RJ), será transferido para a Penitenciária Federal de Campo Grande. Após a prisão preventiva, três suspeitos foram encaminhados para a penitenciária federal da capital do País, onde devem passar a noite.

O avião com os suspeitos, os irmãos Domingos e Chiquinho Brazão e o delegado Rivaldo Barbosa pousou em Brasília por volta das 16h deste domingo. O trio foi preso na manhã deste domingo (24), no Rio de Janeiro, como fruto da a Operação Murder Inc, deflagrada pela Procuradoria-Geral da República (PGR), pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPF-RJ) e pela Polícia Federal (PF).

Os investigados devem seguir nesta segunda-feira (25) para as unidades de segurança máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul e Porto e Velho (RO). De acordo com apuração do O Globo, Rivaldo ficará em Brasília, no presídio federal, enquanto Chiquinho deverá ser trazido para a Capital Sul-mato-grossense, enquanto Domingos Brazão ficará em Porto Velho. A separação para outras unidades ainda depende de decisão judicial.

A Polícia Federal informou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que o crime de execução da vereadora Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, foi idealizado pelos irmãos Brazão e meticulosamente planejado por Rivaldo que chefiou a Polícia Civil do Rio e teria atuado para protegê-los. Os três negam a acusação. Segundo investigadores, havia potencial risco de fuga e era necessário surpreender os envolvidos no caso.

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal