Início » Pesquisa da SOS Pantanal encontra substâncias cancerígenas no rio Santo Antônio, afluente do rio Miranda

Pesquisa da SOS Pantanal encontra substâncias cancerígenas no rio Santo Antônio, afluente do rio Miranda

Os dados de uma pesquisa, realizada pela Ong SOS Pantanal, encontrou presença de agrotóxico proibido no Brasil na água do rio Santo Antônio

por Redacao
0 comentário

A substância encontrada foi o Carbenzadim, um fungicida que está com a utilização proibida no Brasil, desde 2022 – Divulgação SOS Pantanal – Foto: Divulgação / Prefeitura Guia Lopes

Pesquisa inédita revelou presença uma substância que pode causar câncer em pontos do rio Santo Antônio, que é manancial de abastecimento do município Guia Lopes da Laguna, como também afluente do rio Miranda, um dos principais da bacia pantaneira de Mato Grosso do Sul.

A substância encontrada foi o Carbenzadim, um agrotóxico que está com a utilização proibida no Brasil, desde 2022. Os dados do Relatório de Resíduos de Agrotóxicos no Rio Santo Antônio foi apresentado nesta sexta-feira (22), pela Ong SOS Pantanal no dia Mundial da Água.

Os biólogo e diretor de Comunicação e Engajamento do SOS Pantanal, Gustavo Figueirôa, acredita que provavelmente estão utilizando estoques do pesticida que haviam sido adquiridos antes da proibição no país. O uso da substância, que além de ser cancerígena, traz outros malefícios como pode causar a esterilidade em seres humanos e animais.

“Algo muito preocupante porque pode afetar não só a fauna da região como as pessoas que moram ali e dependem do Santo Antônio para sobreviver”, alerta Gustavo Figueirôa que completou:

“Constatamos a presença de altos níveis de nitrato e fosfato, presença de coliformes fecais e, principalmente, de substâncias tóxicas”.

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal