GAZETA_MENSAGEM

 

Início » Para 65% dos sul-mato-grossenses, peixe é prato indispensável no almoço de Páscoa

Para 65% dos sul-mato-grossenses, peixe é prato indispensável no almoço de Páscoa

por Redacao
0 comentário

Pesquisa da Fecomércio MS aponta ainda que tilápia e pacu são as variedades mais procuradas pelos consumidores – Foto: Divulgação

Desde o suculento salmão até a tilápia de sabor delicado, o consumo de peixes vem ganhando cada vez mais admiradores no mercado brasileiro. Segundo o último levantamento feito pela Associação Brasileira de Piscicultura (PeixeBR), a alta do consumo no país, fez com que a produção de peixes de cultivo aumentasse. De 2014 até 2022 a piscicultura saltou de 578,8 mil toneladas para 860,35 mil toneladas.

Além de saboroso, o consumo de pescados também promove um estilo de vida saudável. O alimento possui proteínas, vitaminas, minerais e gorduras boas, como o ômega 3, que são essenciais para a saúde. Entre os benefícios de incluir o peixe na dieta estão a prevenção de doenças cardiovasculares, melhoras na memória e fortalecimento de ossos e dentes.

Em pesquisa realizada pela Fecomércio MS entre os dias 27/02 e 03/03, em diversas cidades do Estado, 65,90% dos entrevistados afirmam que o peixe não pode faltar na mesa das comemorações de Páscoa em família, à frente de itens como carne para churrasco, doces e cerveja. Destes, 44% procuram pelo pacu, 32% pela tilápia, 23% pelo pintado e 10% pelo bacalhau.

Para deixar a experiência ainda melhor, é possível fazer inúmeros pratos e sair do básico, principalmente para quem opta pela variedade durante o período da Quaresma. Que tal um peixe com bananas grelhadas e molho de uvas passas e damascos? Ou um tambaqui na brasa com azeite de ervas? Ou ainda, viajar na culinária peruana adaptada com um ceviche de tilápias?

 

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal