Início » Campo Grande é prioridade no programa de combate à fome do governo Federal

Campo Grande é prioridade no programa de combate à fome do governo Federal

O Alimenta Cidades é mais uma ferramenta para oferecer alimentação saudável para população em situação de vulnerabilidade no país

por Redacao
0 comentário

O programa amplia produção e acesso a populações em situação de vulnerabilidade a alimentos adequados e saudáveis. A divulgação foi publicada na quarta-feira (27), no Diário Oficial da União – Foto: Freepik

A Capital de Mato Grosso do Sul está entre as outras 56 cidades selecionadas como municípios prioritários para implementação da Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional nas Cidades (Alimenta Cidades).

O programa amplia produção e acesso a pessoas em situação de vulnerabilidade a alimentos adequados e saudáveis. A divulgação foi publicada na quarta-feira (27), no Diário Oficial da União.

A iniciativa, conforme explicou a diretora Patrícia Gentil, da Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do MDS, tem como objetivo tirar o Brasil do Mapa da Fome, uma das bandeiras do governo Federal.

“A Estratégia Alimenta Cidades é um chamado do governo federal para atuar junto com as cidades brasileiras na adoção de ações e programas que possibilitem o acesso, a oferta e a disponibilidade de alimentos saudáveis para a população mais vulnerabilizada”, explicou Patricia Gentil.

Para receber o programa alguns critérios foram estabelecidos como municípios das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste com população igual ou superior a 300 mil habitantes, segundo o Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do ano de 2022.

Outro critério, foi o de população em situação de rua, em que Campo Grande aparece com apenas 1.019. Neste quesito levaram em consideração o Sul e sudeste do país por possuir a maior quantidade de pessoas sem moradia.

“Embora os critérios acima direcionem quais municípios receberão apoio específico, incentiva-se que todos os municípios brasileiros implementem as ações previstas na Estratégia, participem das atividades de formação oferecidas e integrem a Rede Urbana de Alimentação Saudável (RUAS)”.

A adesão ao programa por meio da manifestação de interesse pela é voluntária, cabe ao município definir o interesse para implementação da Estratégia Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional nas Cidades (Alimenta Cidades).

Alimenta cidades

O governo Federal, em dezembro de 2023, lançou a Estratégia Nacional de Alimentação Saudável nas Cidades como medida de estimular o consumo de alimentação saudável, a proposta também pretende diminuir o consumo de alimentos ultraprocessados.

O programa também contempla a educação alimentar nas escolas e fortalecer as chamadas cozinhas solidárias. Fonte: Correio do Estado

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal