Início » Na maior apreensão do ano, PRF descobre carreta com 22,4 mil kg de maconha em MS

Na maior apreensão do ano, PRF descobre carreta com 22,4 mil kg de maconha em MS

Recorde anterior havia ocorrido no dia 11 de maio, quando agentes da PRF descobriram 14,9 mil kg próximo a Nova Alvorada do Sul

por Redacao
0 comentário

Bi-trem abarrotado com tabletes de maconha foi interceptado entre as cidades de Campo Grande e Sidrolândia – DIvulgação/PRF

Ao interceptarem um caminhão que supostamente transportava óleo vegetal, agentes da Polícia Rodoviária Federal fizeram na tarde desta quarta-feira (16) a maior apreensão de maconha do ano da instituição no país, de 22.470 quilos.

A descoberta aconteceu na altura do quilômetro 470 da BR-060, entre as cidades de Sidrolândia e Campo Grande. O flagrante aconteceu durante fiscalização de rotina e, conforme nota da assessoria da PRF, “durante a entrevista, os policiais desconfiaram do nervosismo apresentado pelo condutor, ele disse que estava carregado com óleo de soja, porém as notas fiscais apresentavam indícios de falsidade. A equipe decidiu realizar uma vistoria nos reboques e ao se aproximar dos compartimentos logo sentiu um forte odor de maconha”.

Ao abrirem os compartimentos dos dois reboques, descobriram que ambos estavam abarrotados de tabletes de maconha e a pesagem do carregamento só terminou durante a madrugada desta quinta-feira (17).

De acordo com a polícia, o motorista confessou ter recebido a carreta com a droga em Ponta Porã e deveria entregá-la em Campo Grande. Pelo serviço, disse que receberia R$ 1.500. A droga e o caminhão foram entregues à Polícia Federal, em Campo Grande.

Recorde anterior

Antes da apreensão desta quinta-feira, o recorde da instituição em 2023 era de uma interceptação ocorrida no dia 11 de maio, quando um caminhão com 14.980 quilos de maconha foi flagrado na BR-267, próximo a Nova Alvorada do Sul.

Nos sete primeiros meses do ano, conforme informações disponíveis no site da PRF, foram apreendidas 111,3 toneladas de maconha nas estradas de Mato Grosso do Sul. O volume é idêntico ao de igual período de 2022, quando foram 111,4 mil quilos.
Porém, na comparação com 2021, quando a instituição interceptou 157 toneladas nos primeiros sete meses, o volume foi menor nos dois anos seguintes.

E, mesmo com 22,4 mil quilos apreendidos nesta quarta-feira, o volume ainda fica abaixo das apreensões recordes de 2021, já que naquele ano a PRF havia interceptado mais de 171 toneladas entre janeiro e meados de agosto.
Cocaína

Se as apreensões de maconha estão em queda desde o ano passado, as de cocaína estão em rito contrário. Nos primeiros sete meses do ano a PRF reteve 10.197 quilos, o que praticamente iguala o montante de todo o ano passado, que foi de 10.728 quilos. Fonte: Correio do Estado

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal