TRIBUNAL DE CONTAS-SINDROME DE DOW_ABRIL 2024

 

Início » Chuvas tumultuam operações nos aeroportos de Campo Grande e Foz do Iguaçu

Chuvas tumultuam operações nos aeroportos de Campo Grande e Foz do Iguaçu

por Redacao
0 comentário

As fortes de chuvas nas cidades de Foz do Iguaçu (PR) e Campo Grande (MS) provocaram o cancelamento de quatro (40%) dos dez voos previstos para decolar do aeroporto paranaense e 11 (52,4%) dos 21 marcados na capital de Mato Grosso do Sul. De acordo com a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), a previsão é de que os problemas nos dois aeroportos persistam até a próxima terça-feira (20).

Segundo a Infraero, os dois aeroportos tiveram que ser fechados hoje (18) em decorrência das chuvas. No entanto, há a possibilidade dos pousos e decolagens serem retomados na medida em que o tempo melhore.

A Agência Brasil entrou em contato com a administração do aeroporto de Foz do Iguaçu e foi informada de que, neste momento, o terminal aéreo está “operando normalmente”. Desde os primeiros minutos de hoje (19), os voos das 5h45, 6h e 7h30 foram cancelados.

Conforme boletim da Infraero, das 1.106 decolagens previstas para hoje em todos os aeroportos do país administrados pela empresa, 196 (17,7%) estavam atrasados até as 15h. Mais 52 voos (4,7%) estavam atrasados entre às 14h e às 15h e 76 (6,9%) foram cancelados.

De acordo com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as companhias aéreas são obrigadas a reembolsar imediatamente o passageiro cujo voo for cancelado ou atrasar mais de quatro horas, se o bilhete já estiver quitado.

A Resolução 141 da Anac, que entrou em vigor no mês passado, determina ainda que a empresas ofereçam assistência ao passageiro, disponibilizando apoio material, que inclui acesso telefônico e à internet, uma hora depois do atraso ou cancelamento. Depois de duas horas, elas também são responsáveis pela alimentação do passageiro, e, a partir de quatro horas, pela hospedagem em local adequado.

Se o voo tiver sido cancelado ou interrompido, o passageiro terá a opção de terminar o trajeto por meio de outro transporte ou esperar o próximo voo. Em caso de problemas, as companhias aéreas têm de entregar aos passageiros um folheto com informações sobre os novos benefícios.

AB

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal