Início » Bruno, goleiro do Flamengo na mira da polícia

Bruno, goleiro do Flamengo na mira da polícia

por Redacao
0 comentário

Investigado pelo desaparecimento da ex-mulher Eliza Samudio, o goleiro Bruno chegou atrasado ao treino desta segunda-feira na Gávea, que começou 9h. O camisa 1 do Flamengo, pensando que o trabalho seria realizado no CT Ninho do Urubu, se deslocou para Vargem Grande, na Zona Oeste do Rio.

A assessoria de imprensa do Flamengo informou que o goleiro telefonou para saber o motivo de os jogadores não estarem no CT do Ninho do Urubu. Avisado de que o treino seria na Gávea, Bruno seguiu para a sede do clube. Ele chegou às 10h45, foi ao departamento de futebol, mas logo foi embora.

Bruno não quis falar com a imprensa, mas disse que está com a consciência tranquila e que ainda vai dar muitas risadas de tudo o que está acontecendo. O goleiro do Flamengo deixou o clube pelo ginásio.

Eliza Samudio está sumida desde o dia 4 de junho. À polícia, amigos da ex-mulher de Bruno disseram que ela viajou do Rio de Janeiro para Minas Gerais a convite do goleiro, com quem se encontraria num sítio na região das Esmeraldas. A polícia mineira recebeu telefonema anônimo de que Eliza teria sido espancada e ainda teria tido as roupas queimadas.

Eliza, que tem um filho, entrou com ação na Justiça para investigação de suposta paternidade de Bruno do menor de quatro meses. O advogado do goleiro, Michel Assef Filho, disse que o seu cliente está à disposição das autoridades e não se recusará a esclarecer quaisquer pontos da investigação.

Em segundo plano por causa da Copa do Mundo, a concorrência de jornalistas nos clubes era pequena. Com o caso do suposto envolvimento de Bruno no desaparecimento de Eliza Samudio, repórteres policiais invadiram a Gávea para conseguir alguma declaração do camisa 1 do Flamengo.

A Delegacia de Homicídios de Contagem (DHC), região metropolitana de Belo Horizonte entrará com pedido na Justiça para vasculhar o sítio de Bruno, onde Eliza teria sido vista pela última vez. Os policiais da DHC suspeitam de que a mulher teria sido espancada até à morte pelo jogador e por mais duas outras pessoas.

VAGNER LOVE

Alheios à situação de Bruno, os jogadores treinaram nesta segunda-feira. O atacante Vagner Love, cujo contrato terminará dia 10 de julho, treinou com o grupo, após faltar os treinamentos de sexta-feira e também sábado. O técnico Rogério Lourenço não comandou o treino. Sem uniforme, apenas observou as atividades. O diretor-executivo do Flamengo, Zico

Você Pode Gostar

©1993-2023 – Gazeta do Pantanal