Touro Sherlock se aposenta após gerar mais de 340 mil filhos

O Touro Sherlock ganhou uma merecida aposentadoria neste mês após completar uma belíssima carreira como um dos dos principais reprodutores da raça nelore no Brasil. Ele alcançou a marca de 542 mil doses de sêmen vendidas e tem nada menos do que 340 mil filhos espalhados pelo país e pela América Latina.

Seu material genético está presente em mais de 1.000 rebanhos puros (P.O.) e ainda uma infinidade de rebanhos comerciais. Agora, após passar nove anos na central de inseminação ABS, Sherlock voltou para “casa”, o Rancho da Matinha, em Uberaba (MG), para desfrutar de paz e sossego.

“Se tem alguém que merece descansar em um bom piquete, com boa alimentação e água fresca, é ele!”, diz o proprietário da Matinha, Luciano Borges

Touro superprecoce

O criador lembra que o touro participou de uma das primeiras edições do Programa Nacional de Touros Jovens (PNAT), tendo sido muito demandado desde então. “É um touro superprecoce de aprumos muito bons, ossatura e pigmentações boas, e de um padrão racial exemplar, além de excelentes avaliações. Certamente, foi um dos reprodutores que mais teve procura de sêmen no Rancho da Matinha”, completa Borges.

Reprodutor nelore atingiu a marca de 542 mil doses de sêmen vendidas e seu material genético está espalhado por mais de 1.000 rebanhos de raça pura – Foto: Divulgação

Além disso, o sucesso de Sherlock, segundo o médico-veterinário Frederico Bessa, gerente pecuário do Rancho da Matinha, também pode ser explicado porque o reprodutor tem no DNA a identidade do criatório, que é um dos principais da raça nelore. “Alia boas avaliações genéticas, morfologia e racial perfeito”, descreve.

“Na bateria da ABS, ele é o touro que mais produziu animais do quarto quadrante – ou seja, que comem menos e ganham mais peso”, afirma o coordenador de Produto e Atendimento ao Cliente Corte da ABS, Arthur Vieira. Com informações do Canal Rural

Sherlock volta para casa

Confira no vídeo abaixo o retorno do touro Sherlock ao Rancho da Matinha:

Comente esta noticia...

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com