Diálogos entre os animais do Pantanal trazem reflexões sobre o racismo em livro digital

Uma conversa necessária e atual, o racismo é o assunto do último livro digital produzido pela Gerência de Site e Mídias Sociais, da Secretaria de Comunicação Institucional da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). O material compõe o projeto “ALEMS Antirracista” lançado na quinta-feira (18). 

Os diálogos entre os animais do Pantanal trazem reflexões sobre o racismo em crianças, jovens e adultos. O jornalista Osvaldo Júnior conta a história de Preta, oncinha-preta raptada no Pantanal, levada a uma fazenda e trancada numa jaula. As situações vividas pela felina trazem elementos que permitem ao leitor traçar paralelos com a realidade vivida por quem é vítima de preconceito e racismo.

As páginas ilustradas pela programadora visual Luciana Kawassaki trazem os versos em que é falado sobre restrição de liberdade, comunicação violenta, escravização de africanos membros da realeza, a beleza negra da noite, entre outros assuntos. O livro digital é o quarto publicado pela Casa de Leis, e pode ser acessado gratuitamente, basta clicar aqui.

Na apresentação da obra, Osvaldo Júnior fala sobre o racismo presente no cotidiano. “A diluição do racismo nos costumes torna o próprio racismo um hábito – e o que é hábito não se questiona, por não ser percebido e, caso seja percebido, são vistas apenas penumbras, facilmente aceitas. O debate sobre racismo permanece necessário, e pode ser provocado de diversas formas e contemplar públicos distintos”, explicou o jornalista. Com informações da Ascom

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com