Artigo: A prática é a alma do sucesso em qualquer atividade

A prática é a alma do sucesso em qualquer atividade

Luiz Fernando V. De Donno*

Quanto mais se pratica, maiores são as chances de se cumprir corretamente determinada tarefa. No campo da segurança de trânsito, essa é uma máxima mais do que verdadeira. O estudo cotidiano e a repetição de protocolos determinam os avanços que levam à sofisticação da sinalização e das regras que definem boas práticas de direção defensiva.

No plano da operação de vias de tráfego, sejam elas municipais, estaduais ou federais, o treino das equipes envolvidas na operação é fundamental para o desenvolvimento de políticas públicas de segurança viária. Nesse sentido, temos realizado anualmente simulados de acidentes na BR-163/MS. Neste ano de 2021, o simulado aconteceu no início deste semestre, em Campo Grande (MS).

O evento reuniu instituições focadas no atendimento a acidentes e buscou aprimorar as práticas em ações conjuntas. Acidentes de grandes proporções tendem a exigir a presença e a atuação de diferentes órgãos, com protocolos que às vezes também são diferentes. Praticar em conjunto significa alinhar essas medidas e melhorar as ações coletivas. E a cada simulado, uma nova forma de agir pode surgir.

O Simulado é a sequência natural de uma política da Concessionária, que tem intensificado ações de capacitação, promovendo diversos treinamentos com temas como Direção Defensiva, Resgate Veicular, Técnicas de Destombamento de veículos leves e pesados, entre outros. As práticas contam com participação de especialistas em cada área, o que proporciona aos participantes novos conhecimentos teóricos e práticos, que são aplicados de forma ágil e segura.

A prática também é estimulada com a modernização constante de nossas ferramentas. Um exemplo disso foi a substituição de 16 viaturas do serviço de inspeção de tráfego na BR-163/MS. Com equipamentos de ponta, as viaturas estão munidas de câmeras de monitoramento e rádio transmissor para comunicação com o Centro de Controle Operacional da Concessionária, cones para sinalização, GPS e outros tipos de ferramentas que permitem realizar sinalização das pistas, apoio mecânico, troca de pneu, combate a focos de incêndio, remoção de motos e automóveis e demais ocorrências.

As inspeções de tráfego representam a linha de frente dos atendimentos, identificando potenciais riscos e agindo imediatamente no local, seja sinalizando pontos de interferência no tráfego, apoiando os motoristas em ocorrências na pista ou agilizando o acionamento de outros recursos necessários.

Os treinamentos feitos em cada área, somados às reuniões periódicas que acontecem na Sede e em unidades de trabalho ao longo da rodovia para discussão dos casos de acidentes, de maneira a buscar soluções que evitem sua reincidência e melhorem o desempenho das equipes no atendimento, geram um novo cenário de confiança pelo usuário. Todas as manifestações registradas pelo 0800 têm algum tipo de resposta, seja no momento do atendimento ou, posteriormente, após avaliação de cada caso.

Dessa forma, podemos notar a relevância do aprimoramento das equipes e a análise contínua das ocorrências registradas. Esse pacote de conteúdos permite a identificação de percursos que ainda não foram trilhados, além de auxiliar na descoberta de parâmetros que podem ser explorados para a solução de um determinado problema. Disseminando novos conhecimentos, a execução das atividades apresenta menos erros, o que gera custos menores e a garantia de mais vidas salvas.

A atuação precisa nas ocorrências é fruto desse investimento em formações e exercícios, que inspiram ainda mais nossas equipes. Profissionais motivados e cientes da importância do trabalho em conjunto geram resultados ainda mais eficazes e isso se reflete consideravelmente na qualidade do atendimento prestado às vítimas de acidentes nas rodovias.

E assim, seguimos firmes com nosso propósito de continuar trabalhando para salvar vidas na BR-163/MS. Não existe uma receita de bolo para isso, mas há muito trabalho em conjunto, empenho e comprometimento de cada envolvido nesta missão tão importante para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul.

 

(*) Luiz Fernando V. De Donno é engenheiro civil com MBA em Gestão Empresarial e atua como Gestor de Atendimento da CCR MSVia

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com