PMA de Bonito autua pecuarista em R$ 5 mil por desmatamento

Durante fiscalização em uma fazenda, localizada no município, a 60 km da cidade, Policiais Militares Ambientais de Bonito localizaram ontem (29) à tarde, a supressão de vegetação de matas ciliares de um córrego, que corta a propriedade. O proprietário da fazenda, que recebeu os Policiais, possuía a licença ambiental para um desmatamento que estava executando, porém, ele adentrou a supressão vegetal até 15 metros da margem de um córrego, onde deveriam ser preservados 30 metros, como de preservação permanente (APP).

O pecuarista, de 68 anos, afirmou que o seu funcionário havia instalado a cerca confeccionada para proteger a área de mata ciliar do pisoteio do gado no local errado. A área afetada medida com GPS perfez 2.600 metros quadrados. As atividades foram paralisadas no local da infração e o proprietário foi orientado a mudar a cerca de local e a apresentar um Plano de Recuperação da Área Degradada e Alterada (PRADA), junto ao órgão ambiental.

Contra o infrator, residente em Dourados, foi confeccionado auto de infração administrativo e arbitrada multa de R$ 5.000,00. Ele também responderá por crime ambiental, que prevê pena de uma a três anos de detenção.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com