Cocaína apreendida em carga de carvão no Paraguai já é a maior da história

O carregamento de 2.327 quilos de cocaína,  apreendido na tarde desta segunda-feira (19) e que foi descoberto por cães farejadores da Polícia Nacional do Paraguai já é o maior da história do País. A droga estava sendo enviado para Israel através do Porto de Terport,  em Villeta na região Metropolitana de Assunção.

Mais de duas toneladas da droga seriam enviadas para Israel – Foto: Reprodução

O ex-diretor da TV Pública paraguaia Cristhian Turrini, foi preso em flagrante acusado de ser o responsável pela carga. Ao todo foram localizados 2.327 quilos de cocaína que estavam sendo transportados em meio a uma carga de carvão.

Os agentes do Departamento de Antinarcóticos da Polícia Nacional vistoriam com a equipe do canil, diversos contêineres onde em seis deles os pacotes da droga foram encontrados. O delegado Osvaldo Ávalos, chefe do Departamento Antinarcóticos da Polícia Nacional, informou que o procedimento começou com a Unidade de Inteligência Sensível (SIU), da Diretoria de Alfândega.

O ex-diretor da TV pública paraguaia foi preso enquanto despachava a carga milionária. Os policiais disseram que a cocaína vinha da Bolívia através de pequenos aviões de depois era enviada para o exterior.

Segundo a polícia, esta foi a maior apreensão de cocaína feita no Paraguai, superando os 2.200 quilos apreendidos em 2019 em Concepción, 1.748 quilos em novembro de 2012 na Operação Águia Negra e 1.727 quilos da Operação Black Eagle II, em agosto de 2013.

 

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com