Decreto restringe horários para comércio e impõe novo toque de recolher em Miranda

A Prefeitura de Miranda, através da Secretaria Municipal da Saúde aumentou nas últimas semanas o nível de alerta contra o coronavírus no município. A bandeira sinalizadora da situação passou de amarelo (nível 1, alerta) para laranja (nível 2, de alerta médio), conforme estabelecido no Protocolo de Responsabilidade Social e Sanitária.

A medida decorre da expansão da transmissão do novo coronavírus na cidade, e em áreas consideradas sensíveis bem como o aumento de atendimentos na rede de saúde e de casos da doença.

O último Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde informa que, Miranda chegou a 87 casos confirmados de Covid-19, com 2 óbitos, 446 notificações e 90 casos suspeitos em isolamento.

O secretário municipal da Saúde, Aldecir Dutra lembra que até meados de julho a situação estava sobre controle no município. No entanto, Miranda registrou, recentemente, os primeiros casos de transmissão comunitária do novo coronavírus. Isso significa que, diferente dos casos de transmissão local, não é possível identificar a origem da contaminação.

Na transmissão local, sabe-se que uma pessoa se infectou pelo contato com outra, que contraiu o vírus após ter estado em região em que há contágio. Já na transmissão comunitária ou sustentada, não se consegue mais mapear a cadeia de infecção e saber quem foi responsável pela contaminação dos demais.

“É um estágio considerado preocupante, por indicar que a circulação do vírus pode estar difusa, não havendo mais um raio restrito de contaminação. Isso potencializa os riscos de transmissão e dificulta o controle da Covid-19, doença respiratória causada pelo novo coronavírus”, alerta o secretário.

A bandeira sinalizadora da situação passou de amarelo (nível 1, alerta) para laranja (nível 2, de alerta médio) em Miranda – Foto: Divulgação

Nesse contexto, o secretário ressalta que as medidas de isolamento social e os cuidados sanitários que têm sido amplamente difundidos ganham ainda mais importância.

“É preciso reduzir, ao máximo, o contato entre as pessoas e tornar rotineiras as ações preventivas, para minimizarmos a progressão do contágio. Estudos apontam que cada pessoa infectada contamina outras três”, salienta.

Outro agravante é que a doença pode ser assintomática ou ter sintomas brandos em muitos casos, elevando o potencial de propagação. Nesse cenário, a preocupação é ainda maior com o grupo de risco (idosos, doentes crônicos e pessoas com baixa imunidade).

“A contaminação dessa população mais suscetível às complicações da Covid-19 pode provocar uma sobrecarga no sistema de saúde. Por isso, precisamos contar com a colaboração, solidariedade e espírito coletivo de todos. Não ser do grupo de risco não isenta ninguém da responsabilidade para com toda a sociedade”, frisou Aldecir Dutra.

Novo Decreto

Diante dessa nova realidade e do aumento de casos positivos para a Covid-19, o prefeito Edson Moraes (PSDB), juntamente com secretários de Planejamento e Saúde optou por editar um novo decreto com medidas ainda mais restritivas, com o objetivo de neutralizar o avanço do coronavírus na cidade.

Com isso, há recomendação de restrições maiores para circulação de pessoas e funcionamento de serviços na cidade.

O descumprimento das medidas estabelecidas no Decreto  2856 publicado na quinta-feira e que entra em vigor a partir de hoje, sexta-feira 31 de julho  acarretará responsabilização administrativa, civil e penal dos infratores.

“Estamos tomando as medidas para que essa pandemia não se agrave ainda mais em Miranda. O poder público tem tomado todas as medidas necessárias, mas a população precisa colaborar”, enfatizou.
No decreto estão previstas as normas de como poderão funcionar os comércios e o toque de recolher.
Os comerciantes e toda a população devem ficar atentos às mudanças e seguir rigorosamente as recomendações previstas.
*Abertura do comércio as 09h e fechamento as 17:30 h;
*Toque de Recolher das 20h às 04h;
*Atividades com Delivery até as 22h e sem retirada local

*Com informações da Assessoria de Comunicação

Comente esta noticia...

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com