Policial Militar Feminina assume o comando da PM em Miranda

Miranda recebeu sua nova Comandante. Mulher de fibra e grande profissional, Tenente PM Mirna Greff Lili Almeida assume a gestão do 2º Pelotão de Polícia Militar na querida cidade pantaneira, dois anos depois de entregar o mesmo comando para cumprir outras funções. O evento que marcou a mudança ocorreu hoje (24.06) nas dependências do 7º Batalhão de Polícia Militar e também contou com a presença de seu comandante maior, o Tenente-coronel PM Nedson Veiga Lino e do Tenente PM Masaaqui, que foi substituído.

Tenente PM Mirna Greff Lili Almeida assume a gestão do 2º Pelotão de Polícia Militar de Miranda – Foto: Divulgação

Prezando pelas medidas sanitárias frente a pandemia, o Comandante do 7º BPM, antes de tudo, fez questão de evidenciar o brilhante trabalho realizado pelo Tenente PM Masaaqui nos anos que esteve à frente da cidade. Segundo ele, foram notórios as melhorias estruturais, os números positivos alcançados, a boa interação com os demais policiais militares que ali exercem suas funções e, sobretudo, a harmonia entre a PM e os poderes constituídos.

Em seguida, Tenente-coronel PM Nedson dirigiu suas palavras a Tenente PM Mirna, e desejou à oficial sob seu comando, votos de sucesso e ousadia num local sabidamente muito querido no Estado, tanto pelo seu povo quanto pela sua tradição, além de orientá-la sobre um grande alicerce de seu comando, que é o de estreitar os laços de cooperação com as autoridades locais e com a população.

Na atual conjuntura vivida, a mudança de comando na cidade ganha um ‘toque especial’, por conta de dois fatores relevantes. O primeiro é a certeza de que a ‘Mulher’ tem conquistado patamares cada vez mais altos, e aqui conosco não é diferente – tanto que o 7º Batalhão PM já tem uma policial militar feminina no posto de Subcomandante. A inserção da Tenente Mirna mostra a capacidade e extremo profissionalismo das valorosas no seio da tropa e a certeza de que ‘lugar de mulher é onde ela quiser’.

O segundo motivo é que, além de ser altamente gabaritada para exercer tão grandiosa missão por conta do currículo que possui, a oficial é indígena da aldeia Terena, aqui de Mato Grosso do Sul. Dessa forma, Miranda, por ter uma considerável população indígena, passa a ter uma comandante consanguínea que, também terá como alvo, os anseios dessas comunidades na região.

Tais mudanças fazem parte de um planejamento estratégico promovido pelo Coronel PM Airton Leonel Praeiro, Comandante do CPA-3, que tem a incumbência de gerir todas as organizações policiais militares localizadas na região oeste de MS, incluindo Miranda, que é subunidade do 7º Batalhão de Polícia Militar em Aquidauana. Com informações da Assessoria de Comunicação

Comente esta noticia...

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com