Canal de pesca esportiva grava imagens em Bonito

A equipe do programa Remos e Rumos, do canal Fish TV, está em Bonito durante esta semana para mostrar os impactos da proibição da pesca da espécie Dourado em Mato Grosso do Sul, destacada pelo apresentador, Zinho Sorocabano, como uma das espécies que fomenta a pesca esportiva. Segundo ele, o resultado já é visível, principalmente nos rios de águas cristalinas, onde é possível ver um aumento do número de dourados e contemplar a beleza da espécie.

O apresentador passou maior parte da viagem no Distrito Águas do Miranda, com objetivo de mostrar o aumento da espécie Dourado a partir da proibição da pesca – Foto: Divulgação/PMB

“Na década de 90 eu vinha muito para cá, na rota dos pescadores da cidade de São Paulo e naquela época era muito predatório. Então a gente está fazendo esse comparativo e mostrando o quanto já aumentou o número dessa espécie na pesca esportiva, porque é um peixe que fomenta muito o turismo da pesca. Em paralelo a isso, faremos um mergulho no Balneário Municipal para também já mostrar esse aumento do dourado na água transparente, que é fruto da preservação da espécie”, detalha Sorocabano.

O apresentador também destaca que além de mostrar o turismo de pesca no município, principalmente no Distrito Águas do Miranda, onde passou maior parte da viagem, o programa faz uma contextualização, para que o público possa perceber todas as opções de turismo e lazer locais. “Estamos gravando na Cabana do Pescador essa parte da pesca esportiva e viemos para a cidade para fazer essa conexão com outras situações, por exemplo, vamos fazer um mergulho no Balneário, onde além de mostrar as águas cristalinas de Bonito, podemos observar o comportamento do peixe dentro da água”, afirma.

A nova temporada do programa Remos e Rumos vai ao ar a partir do dia 29 de junho, às 20h30, horário de Brasília. Os lançamentos são sempre às segundas-feiras e durante a semana rodam reprises do programa. A edição sobre Bonito deve ir ao ar no mês de julho.

Cota Zero Dourado

Sancionada no dia 11 de janeiro de 2019 pelo governador Reinaldo Azambuja, a Lei nº 5321 proíbe pelo prazo de cinco anos a captura, embarque, transporte, comercialização, processamento e a industrialização da espécie dourado nos rios de Mato Grosso do Sul. Com informações da Assessoria de Comunicação

Comente esta noticia...

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com