Em Miranda partidos e lideranças políticas se mobilizam para as eleições municipais

Redação

A menos de um ano das eleições municipais de 2020, aumenta a movimentação interna nos partidos por candidaturas a prefeito e de políticos por legendas com capacidade financeira para custear as campanhas. A partir de agora, novas regras eleitorais devem resultar em um número maior de candidaturas.

Ao vetar coligações proporcionais o Congresso Nacional, impediu que legendas sem nomes fortes na urna peguem carona em puxadores de votos de outros partidos.

Já a clausula de barreira, em vigor desde 2018, estabelece um desempenho eleitoral mínimo para que políticos tenham acesso ao fundo partidário e ao tempo gratuito de propaganda eleitoral de rádio e tv.

Sede do Executivo municipal de Miranda, a disputa deve mobilizar 18 mil eleitores – Foto: PMM/Reprodução

A eleição marcada para 4 de outubro será a primeira  em que os partidos não poderão fazer alianças para disputar vagas nas Câmaras Municipais, as alianças estão permitidas apenas para as eleições de prefeitos.

Miranda

No município de Miranda, dirigentes partidários e políticos de diversas agremiações partidárias, já começam a se mobilizar para as eleições de 2020.

Até o momento três pré-candidaturas tem esquentado as discussões em torno das eleições municipais na cidade.

O prefeito Edson Moraes (Patriota) deve ser candidato a reeleição. Moraes que assumiu a prefeitura por determinação da Justiça Eleitoral depois da cassação da ex-prefeita Marlene Bossay, foi eleito em uma eleição extemporânea, realizada em outubro do ano passado, por uma diferença de cerca de quatro mil votos em relação ao segundo colocado.

O empresário e ex-vereador, Aparecido Rojo Duarte (PSDB), também tem demonstrado interesse em disputar as eleições para a prefeitura no pleito de outubro. Cido do Zero Hora, como é conhecido, deve deixar o PSDB e migrar para um novo partido. Na eleição extemporânea, do ano passado, o empresário foi um dos principais apoiadores da candidatura do prefeito Edson Mores.

Presidente do diretório municipal do PSD, o médico Diogo Bossay também teria demonstrado interesse em disputar a eleição para a prefeitura de Miranda. No entanto, a informação de sua pré-candidatura ainda não é oficial.

Outras agremiações partidárias, como o Partido Verde (PV) e Partido Popular (PP) também devem lançar candidatos a prefeito.

“Estamos estruturando o PP não só em Miranda, mas em toda a região. Claro que Miranda pra nós é especial. Estamos conversando com nossos companheiros de partido, com o nosso presidente regional, Deputado Evander Vendramini e, com certeza estremos lançando um nome para disputar as eleições deste ano”, explicou Adão Cavalieri , presidente do Diretório Municipal do PP.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com