IPEDI é destaque nacional ao receber menção do IPHAN

O Ipedi (Instituto de Pesquisa da Diversidade Intercultural) recebeu, na noite da quinta, 05/12, no Paço Imperial, no Rio de Janeiro, a menção honrosa do Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (Iphan) pelo projeto Itukeovo Terenoe que foi um dos finalistas da 32º Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade, concorrendo com iniciativas culturais de todo o país.

As coleções de livros foram entregues para as escolas dessas aldeias, beneficiando diretamente a educação de cerca de 2 mil crianças indígenas. Crédito das foto: Luciano Justiniano

O coordenador de monitoramento e avaliação da Brazil Foundation, Bruno Faria, representou Ipedi na entrega da certificação. A Brazil Foundation é uma das principais apoiadoras do trabalho desenvolvido pelo Ipedi na educação de comunidades do Pantanal, desde a fundação do instituto em 2012.

O projeto Itukeovo Terenoe consiste numa coleção de livros escritos por professores indígenas em duas línguas: o português e o terena que é a língua materna das comunidades indígenas de Miranda, no Pantanal de Mato Grosso do Sul, onde o Ipedi está sediado. Miranda possui uma das maiores concentrações indígenas do Brasil: são cerca de 8 mil indivíduos, vivendo em oito aldeias no entorno da cidade.

As coleções de livros foram entregues para as escolas dessas aldeias, beneficiando diretamente a educação de cerca de 2 mil crianças indígenas. “As obras trazem temas relacionados à cultura indígena e serão usadas pelos professores como suporte para aulas que ajudam a valorizar e resgatar a cultura ancestral”, explica Denise Silva, linguista presidente do Ipedi.

Os livros foram produzidos em parceria com o Governo de MS, por meio de recursos do Fundo de Investimento à Cultura (FIC). Com informações da assessoria de imprensa

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com