Indicação de novo diretor da FAMED/UFMS gera nota de repúdio do SISTA-MS

Contrariados com a decisão do reitor da UFMS Marcelo Turine, pela escolha do nome de Marcelo Vilela, ex-secretário de Saúde de Campo Grande, como novo diretor da Faculdade de Medicina, da universidade, em vez do nome do Dr. Wilson Ayach, que teve mais de 80% dos votos de acadêmicos, professores e servidores, o Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Institutos Federais de Ensino de MS emitiu a seguinte nota pública de repúdio:

Nota de Repúdio

O SISTA-MS (Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul e Institutos Federais de Ensino de MS) vem a público manifestar seu repúdio à decisão do reitor da UFMS, Dr. Marcelo Turine, por ter contrariado a vontade dos acadêmicos, professores e técnicos na escolha do novo diretor da Faculdade de Medicina (FAMED), que apontaram sua preferência pelo nome do Dr. Wilson Ayach, que teve mais de 80% dos votos. Em vez de seguir a vontade maciça da comunidade acadêmica, o reitor optou pela escolha do Dr. Marcelo Vilela.

A reitoria da UFMS precisa ouvir e respeitar a comunidade acadêmica, especialmente numa oportunidade como essa em que um processo democrático aponta um nome com mais de 80% dos votos para assumir a direção dessa tão importante Faculdade de Medicina de nosso Estado.

Diante disso, convocamos todos para uma manifestação pública nesta quarta-feira (27) a partir das 11 horas, em frente à Reitoria da UFMS.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com