Saiba quem é o irmão de Bolsonaro que atraiu poderosos ao interior de SP

Um comerciante derrotado nas últimas duas eleições para prefeito em Miracatu, cidade de 20 mil habitantes de São Paulo, tem recebido a atenção de nomes influentes da política nacional e já surge até como cotado para assumir o diretório do PSL no maior estado do país. O comerciante é Renato, um dos cinco irmãos do presidente Jair Bolsonaro.

Dono de uma rede de lojas de móveis, Renato entrou no radar dos políticos e também da Receita Federal. Bolsonaro afirmou na quarta-feira que uma “devassa” do órgão mirou os próprios familiares, com a intenção de derrubá-lo na campanha eleitoral do ano passado. O foco, segundo o próprio presidente, foram os parentes do município do Vale do Ribeira, incluindo o irmão.

Nas redes sociais, Renato repete um tom de agradecimento ao publicar registros de visitas de autoridades a Miracatu. Nas postagens, ele costuma ser citado como uma espécie de “embaixador” responsável por recepcionar autoridades na região.

Renato Bolsonaro, irmão do presidente Jair Bolsonaro que vive em Miracatu (SP) – Foto: Reprodução / Redes sociais

Desde julho deste ano, passaram pelo município os secretários da Pesca, Jorge Seif, de Assuntos Fundiários, Luiz Antônio Nabhan Garcia, além do ministro da Advocacia Geral da União (AGU), André Luiz de Almeida. O presidente da Embratur, Gilson Machado, visitou a região em sua primeira viagem no cargo.

Numa das imagens compartilhadas por Renato, ele agradece ao atual ministro da AGU pelo “carinho e consideração”. “Mesmo em viagem de folga, em visita de seus familiares, aqui em Miracatu, nos concedeu um pouco de seu precioso tempo”, diz. A assessoria da AGU informou que de fato o ministro tem parentes na região e que ele fez “uma visita de cortesia” a Renato, na qual falaram sobre “assuntos em geral”.

A Secretaria Nacional de Pesca confirmou que Renato intermediou a visita do secretário Jorge Seif a Miracatu após um pedido do Sindicato dos Produtores Rurais da cidade. “A título de esclarecimento, o (presidente) Jair Messias Bolsonaro não fez nenhuma solicitação a esta Secretaria. Em tempo, considerando a potencialidade daquela região, o Secretário pretende voltar tantas e quantas vezes se fizer necessário para o desenvolvimento da piscicultura, bem como para o crescimento da nossa nação”, afirmou a Secretaria de Pesca, em nota.

A região onde nasceu e cresceu Jair Bolsonaro é um dos focos permanentes de atenção do presidente, que costuma ressaltar a importância estratégica da área. Ele já falou sobre as potencialidades do grafeno e do cultivo da banana, por exemplo, na região.

Renato também registrou em suas redes sociais um afago do sobrinho Eduardo Bolsonaro, atual presidente do PSL paulista, que deve deixar o cargo após ter sido indicado pelo pai presidente à embaixada dos EUA. No vídeo, um Renato em tom bastante político diz: “Olá, meus amigos e minhas amigas do Vale do Ribeira. Hoje estou aqui no diretório estadual do PSL junto com nosso presidente estadual, Eduardo Bolsonaro, nosso deputado federal. Quero levar (a seguinte) mensagem para vocês: nós estamos unidos e não medindo esforços para lançar em todas as cidades do Vale candidatos a prefeito e a vereador”. O sobrinho devolve: “O meu tio aqui, Renato Bolsonaro, é o nosso representante no Vale do Ribeira e, com certeza, falou com ele, está falando comigo”. Com informações do O Globo

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com