MS receberá R$ 13 milhões do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP)

Mato Grosso do Sul deverá receber um pouco mais de R$ 13 milhões do Sistema Único de Segurança Pública (SUSP), isso significa o segundo maior percentual de repasse do fundo entre as unidades da Federação, que somados totalizam R$ 247.873.342,00.  O anúncio da destinação do recurso foi feito nesta quarta-feira (03.07), durante reunião do Colégio Nacional de Secretários (Consesp), promovida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Vidiera, que esteve na reunião, que também contou com a presença do ministro Sergio Moro, os bons resultados obtidos pelas forças policiais locais e a proximidade das fronteiras garantiram ao Estado essa fatia, que representa 5,26% do montante, ficando atrás somente de São Paulo.

“Foi muito importante ter definido estes critérios, principalmente para os estados fronteiriços como Mato Grosso do Sul, que possui mais de 1.500 quilômetros de fronteira e que consequentemente causa um reflexo em todo país”, pontuou Videira durante a reunião.

O dirigente da Sejusp também aproveitou a oportunidade, e solicitou ao ministro uma atenção especial em relação ao Fundo Nacional Antidrogas, para que seja levado em consideração as particularidades de cada Estado, principalmente aqueles que possuem as características de Mato Grosso do Sul. “Nós estamos entre os estados que mais apreende drogas no país, só no ano passado foram 350 toneladas, por isso precisamos de uma atenção especial para investir em programas e atividades de repressão e prevenção desse tipo de crime”.

Consesp

O Consesp foi formado em abril de 2003, durante a realização do Encontro Nacional de Secretários de Segurança Pública. Ele oferece às secretarias estaduais informações que possam servir de base na formulação de diretrizes e metas em Segurança Pública e divulga ações de sucesso dos estados que possam ser aplicadas por outras unidades da federação.

Alinhar as políticas públicas de segurança é o principal objetivo das reuniões. “O colegiado, em suma, representa a união de esforços de todos os secretários para ter uma segurança no país cada vez melhor”, ressaltou Antonio Carlos Videira.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com