Em Pedro Juan Caballero “justiceiros” matam jovens com tiros e deixam bilhete com ameaça

Quatro homens mataram dois jovens e deixaram um gravemente ferido em Pedro Juan Caballero, na fronteira entre o Paraguai com Ponta Porã, na noite de ontem (5). As vítimas estavam em uma oficina mecânica quando foram sequestradas.

Conforme o site Porã News, por volta das 19h40, um grupo de jovens estava bebendo em uma oficina mecânica, quando os quatro suspeitos chegaram em uma caminhonete Fortuner e, com armas de fogo, tentaram sequestrar a todos.

Bilhete com ameaça foi deixado no local do crime – Foto: Foto: Porã

Porém, somente Edson Escobar Arriola, de 24 anos, Daniel Rodrigo Sanches Cano, de 17, e outro de 18 foram pegos. Edson e Daniel foram encontrados na colônia Maffusi, já sem vida, com marcas de tiros na cabeça e sem as mãos.

A terceira vítima conseguiu fugir. Ele foi encontrado pela polícia em uma estrada vicinal, no caminho para a colônia Fortuna Guazu, com uma mão cortada e um tiro no rosto, sendo encaminhado para uma unidade de saúde.

No local onde estavam os corpos, foi encontrado também um bilhete escrito à mão, com os dizeres em espanhol : “Aviso geral, não roubar mais na fronteira, este aviso é a todos os ladrões de caminhonetes. Assinado = Justiceiro da Fronteira”.

As vítimas seriam assaltantes na região da fronteira, mas os familiares negam e não há informações se elas tenham passagem. A Polícia Nacional do Paraguai investiga o caso. Com informações do Correio do Estado

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com