Flamengo vence Corinthians fora de casa e abre vantagem

O técnico Fábio Carille bem que tentou colocar o Corinthians mais ofensivo em campo. Mas o que se viu foi mais do mesmo. Nesta quarta-feira, o time encontrou dificuldades para agredir o adversário e perdeu para o Flamengo por 1 a 0, na sua arena em Itaquera, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. O time carioca dominou o duelo, criou as principais chances de gol e correu poucos riscos numa partida que esteve sob o seu controle. O gol da partida foi marcado pelo ex-corintiano Willian Arão, de cabeça. O resultado complica a situação da equipe paulista na competição, que agora precisará vencer os cariocas por dois gols de diferença em 4 de junho, no Maracanã, para seguir adiante na competição.

Os times voltam a campo no fim de semana pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O Flamengo visita o Atlético-MG no sábado e o Corinthians enfrentará o Athlético-PR no domingo, também fora de casa.

O público também decepcionou em Itaquera. No duelo mais importante da temporada, a diretoria jogou o preço dos ingressos lá no alto e espantou os torcedores. Pouco mais de 30 mil corintianos pagaram caro para ver mais uma fraca atuação – em alguns setores o preço subiu 300%, chegando a custar R$ 600.

Carille surpreendeu na escalação e colocou um time ofensivo em campo, com apenas um volante: Ralf. Apesar do meio de campo mais leve, completado por Sornoza, Mateus Vital e Clayson, a bola pouco chegou aos atacantes Boselli e Vagner Love. O Corinthians era lento na saída de bola e muito previsível.

Do outro lado, o técnico Abel Braga repetiu a escalação do jogo contra o Peñarol, na semana passada, e foi superior ao adversário mesmo atuando fora de casa. O Flamengo teve três chances na etapa inicial, enquanto os anfitriões sequer chutaram a gol.

Léo Duarte cabeceou com perigo e Cássio viu a bola sair a sua direita. Pouco depois, Everton Ribeiro recebeu na área, entortou Danilo Avelar com dois cortes e chutou fraco para defesa de Cássio. Por fim, Bruno Henrique recebeu na esquerda, avançou em diagonal e bateu para fora, no canto oposto de Cássio.

Na volta do intervalo, o Corinthians seguia sem criatividade e então Carille colocou Pedrinho na vaga de Vital e Jadson no lugar de Boselli. O centroavante argentino teve mais uma atuação discreta e mostrou-se nervoso quando a bola chegou em seus pés.

O time paulista melhorou e arriscou seu primeiro chute a gol aos 19 minutos em batida de Danilo Avelar de perna direita, que Diego Alves mandou para escanteio. Na sequência, Vagner Love tabelou com Fagner e o goleiro flamenguista salvou de novo. Do outro lado, Bruno Henrique incomodava a zaga da equipe alvinegra e teve duas boas chances.

O Flamengo abriu o marcador em um descuido da defesa corintiana. Clayson errou passe na intermediária. O time rubro-negro avançou rápido pela esquerda, Bruno Henrique cruzou e Willian Arão apareceu de trás e cabeceou firme para as redes aos 33 minutos.

Partida terminou em 1 a 0 para o Flamengo – Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

O gol deixou o Corinthians perdido em campo. A pressão imposta pelo time se resumiu a bolas alçadas na área, mas Boselli já não estava em campo e facilitou a vida da zaga adversária. Com Estadão

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 0 X 1 FLAMENGO

CORINTHIANS – Cássio; Fagner, Henrique, Manoel e Danilo Avelar; Ralf, Sornoza (Junior Urso), Mateus Vital (Pedrinho), Vagner Love e Clayson; Boselli (Jadson). Técnico: Fábio Carille.

FLAMENGO – Diego Alves; Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Everton Ribeiro (Lincoln); Gabriel (Vitinho), Bruno Henrique e Arrascaeta (Diego). Técnico: Abel Braga.

GOL – Willian Arão, aos 33 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Anderson Daronco (RS).

CARTÕES AMARELOS – Henrique e Clayson (Corinthians) e Everton Ribeiro (Flamengo).

RENDA – R$ 2.010.205,00.

PÚBLICO – 30.364 pagantes.

LOCAL: Arena Corinthians, em São Paulo.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com