Moradores de Rochedinho recebem assistência médica e odontológica toda quarta-feira

Toda quarta-feira, no período matutino,  moradores da zona rural do Distrito de Rochedinho recebem assistência médica e odontológica feita pela equipe da Unidade Básica de Saúde da Família “Dr. Roger A. Buainain”.

feita pela equipe da Unidade Básica de Saúde da Família – Foto: Divulgação

Segundo a gerente da UBSF Rochedinho, Jéssica Leite Valério,  a cada semana a equipe visita de três a cinco famílias, em sua maioria residentes em chácaras, sítios e fazendas mais afastadas, o que torna o atendimento um pouco mais limitado em virtude das dificuldades de deslocamento, porém não menos efetivo.

“Geralmente, as propriedades são bem afastadas uma da outra, mas isso não impede que o trabalho seja feito e estas pessoas recebam o atendimento de saúde. Os profissionais são dedicados e isso contribui bastante”, disse. A média por propriedade é de cinco a sete pessoas residentes.

Os pacientes passam pela avaliação e constatada alguma inconformidade eles são orientados a procurarem a unidade de saúde para fazer adesão ao tratamento.

Atenção Domiciliar

A Atenção Domiciliar (AD) é uma forma de atenção à saúde, oferecida na moradia do paciente e caracterizada por um conjunto de ações de promoção à saúde, prevenção e tratamento de doenças e reabilitação, com garantia da continuidade do cuidado e integrada à Rede de Atenção à Saúde.

Com abordagens diferenciadas, esse tipo de serviço está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com a necessidade do paciente, esse cuidado em casa pode ser realizado por diferentes equipes. Quando o paciente precisa ser visitado com menos frequência, por exemplo, uma vez por mês, e já está mais estável, este cuidado pode ser realizado pela equipe de Saúde da Família/Atenção Básica de sua referência. Já os casos de maior complexidade são acompanhados pelas equipes multiprofissional de atenção domiciliar (EMAD) e de apoio (EMAP), do Serviços de Atenção Domiciliar (SAD) – Melhor em Casa.

A Atenção Domiciliar proporciona ao paciente um cuidado ligado diretamente aos aspectos referentes à estrutura familiar, à infraestrutura do domicílio e à estrutura oferecida pelos serviços para esse tipo de assistência. Dessa forma, evita-se hospitalizações desnecessárias e diminui o risco de infecções. Além disso, melhora a gestão dos leitos hospitalares e o uso dos recursos, bem como diminui a superlotação de serviços de urgência e emergência.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com