Cinco pessoas foram presas pela PF na operação “Inocência Violada”

Cinco pessoas, que não tiveram as identidades divulgadas, foram presas na manhã desta quarta-feira (6), durante operação da Polícia Federal contra a pornografia infantil. Dentre os presos, havia um Militar. Segundo informações divulgadas pela PF, cada um dos envolvidos tinha, ao menos, 300 imagens de sexo envolvendo crianças ou adolescentes.

Coletiva de imprensa sobre a operação foi realizada na sede da PF – Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Em coletiva de imprensa realizada na sede da PF, em Campo Grande, o delegado Fernando Rocha, informou que, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão. Deste total, 7 na Capital, um em Chapadão do Sul, outro em Miranda, um em Jardim e outro em Naviraí.

Durante as ações, realizadas por 40 agentes da PF, cinco pessoas acabaram presas. Com cada um deles, foram encontrados mais de 300 arquivos de pornografia infantil. São três presos em flagrante na Capital  e outro em Jardim. Outro suspeito havia sido detido em ocasião anterior.  Dentre os envolvidos há um militar, mas, a patente e a Força a qual ele pertence não foram informados.

Rocha informou que, os presos não têm ligações entre eles. Os agentes ainda não fizeram levantamento para saber se eles já haviam sido investigados por este ou por outros crimes em ocasião anterior.

O material apreendido será analisado  por peritos. A pena por armazenamento de conteúdo de pornografia infantil varia entre 1 a 4 anos, mas, pode ser aumentada caso fique comprovado que as imagens foram feitas pelos presos.

A investigação

A investigação começou em abril deste ano por meio de um programa de rastreamento desenvolvido pela Polícia Federal em que são realizadas buscas de compartilhamento de material pornográfico infantil.  Por meio deste programa, a integridade das provas é mantida.

Rocha infirmou ainda que, novas prisões poderão ocorrer caso os materiais sejam compartilhados pelo WhatsApp, por exemplo. O programa está ativo para fazer novas buscas. Com informações do Correio do Estado

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com