Campo-grandense é extorquido para não ter vídeo de nudez divulgado

Jovem de 19 anos procurou a Polícia Civil depois de ser extorquido para que não tenha vídeo íntimo compartilhado nas redes sociais. O desconhecido entrou em contato por meio de aplicativo de troca de mensagens “Messenger”, e exigiu que depositasse R$ 250 em uma conta na África.

Suspeito diz que precisa de dinheiro para tratar cuidar do câncer da irmã – Foto: Arquivo

Conforme boletim de ocorrência registrado nesta madrugada, o rapaz que mora na Vila Popular, em Campo Grande, disse que um perfil supostamente feminino o contactou, exigindo o valor, caso contrário, um vídeo em que aparece nu seria enviado a seus familiares.

A vítima disse ter visto e reconhecido o vídeo e que inclusive teria apagado as imagens há muito tempo. Além disso, informou que, apesar de o perfil ser feminino, o modo de conversar parecia ser de um homem. O rapaz não sabe como o autor teve acesso às imagens.

O desconhecido solicitou que a vítima depositasse os R$ 250 nas lojas Riachuelo ou Gazin, em nome de uma mulher que supostamente vive na cidade de Abidjan, na Costa do Marfim. O criminoso ainda orientou que fizesse um mandado internacional da Western Union e tentou justificar a extorsão alegando que precisa pagar o tratamento da irmã que tem câncer. Com informações do Correio do Estado

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com