PSDB e PDT disputam governo de MS no segundo turno

A eleição para a gestão 2019-2022 do governo de Mato Grosso do Sul será decidida no segundo turno. O atual mandatário, Reinaldo Azambuja (PSDB), e o juiz federal aposentado Odilon de Oliveira (PDT), voltarão a disputar a preferência dos eleitores no dia 28 de outubro.

Azambuja (PSDB) e Odilon (PDT) vão para o 2º turno em MS; Mochi fica em 3° – Foto: Reprodução/G1

Com 100,00% das urnas eletrônicas do Estado já apuradas, Azambuja somava 44,61% dos votos válidos, correspondentes a 576.993 eleitores. Odilon de Oliveira acumulava 31,62%, equivalentes a 408.969 votos.

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Junior Mochi (MDB) tinha 11,61% dos votos, com 150.115 eleitores. Humberto Amaducci (PT) somava 10.26%, com 132.638; seguido por Marcelo Bluma (PV), com 1,28% da preferência e 16.544 votos). João Alfredo (PSOL), estava em último, com 0,63% e 8.095 eleitores.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com