PRF multa 3.435 por excesso de velocidade durante operação no feriado prolongado e MS

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) multou 3.435 pessoas por excesso de velocidade na Operação Independência, realizada entre os dias 6 e 9, durante o feriado prolongado de 7 de setembro, nas rodovias federais de Mato Grosso do Sul. Ao todo, foram aplicadas 4.249 multas, incluindo 110 casos de ultrapassagens em locais proibidos e 66 por falta de uso de cinto de segurança e cadeirinha, entre outros. No entanto, o número de mortes diminuiu 60% em comparação com o mesmo período do ano passado, caindo de cinco para dois casos. A Polícia Militar Rodoviária também trouxe reduções.

Operação foi realizada pela PRF durante feriado prolongado. – Foto: Divulgação

Conforme balanço da PRF, 24 motoristas foram multados por consumo de álcool e seis acabaram presos em flagrante. Apesar do excesso de velocidade e da embriaguez ao volante serem fatores de risco, o número de acidentes também caiu. De 26 ocorrências em 2017, foram 14 neste ano, totalizando queda de 46,1%. Uma das mortes registradas pela PRF foi de um bebê de apenas dois anos de idade, em Bandeirantes, no sábado. A criança estava no colo de um adulto quando o veículo capotou, e foi projetada.

No geral, a fiscalização foi intensificada em pontos críticos dos 3.652 quilômetros das rodovias federais que cortam o estado, com objetivo de reduzir acidentes e garantir segurança e fluidez do trânsito. Policiais focaram ações para coibir o excesso de velocidade, o consumo de álcool e ultrapassagens indevidas. Também foram desenvolvidas ações específicas de educação para o trânsito. Nos quatro dias, foram fiscalizados 4.257 veículos e 4.752 pessoas.

Polícia Militar Rodoviária

Outras duas pessoas morreram, nas rodovias estaduais de Mato Grosso do Sul, durante o feriado prolongado. No entanto, resultado da Operação Independência realizada pela Polícia Militar Rodoviária mostra que, apesar das mortes, o número de acidentes caiu 50% e o de vítimas diminuiu 52,8% em comparação com o balanço do mesmo período do ano passado.

Foram registrados oito acidentes que resultaram em dois óbitos, oito vítimas com ferimentos graves e sete com ferimentos leves, contra 16 acidentes e 36 vítimas, dentre as quais três mortes, ocorridos durante a operação de 2017. Os policiais intensificaram fiscalização ao longo de 15 mil quilômetros de rodovias estaduais em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o coronel Wagner Ferreira da Silva, a redução é reflexo do trabalho de policiamento nas “zonas-alvo” de atuação, definidas com base em análises estatísticas da corporação nos últimos dois anos. “Destaco também que a Polícia Militar Rodoviária continuará atuando com base nestes estudos e que os usuários das vias estaduais podem nos comunicar por meio do telefone 198”, disse.

Ao todo foram empregados 144 policiais distribuídos em 12 bases fixas nos municípios de Amambai, Campo Grande, Corumbá, Bonito, Dourados, Ivinhema, Maracaju, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas, e mais 12 equipes volante que percorreram pontos e horários sensíveis das rodovias. Neste período, a Polícia Militar Rodoviária fiscalizou e abordou 3.158 veículos.

Duas pessoas foram presas por entregarem direção de veículo a pessoa não habilitada e outra pessoa foi presa em flagrante por dirigir embriagada. Foram apreendidos 60 pneus de origem estrangeira transportados em desacordo com a legislação (descaminho), 75 pacotes de cigarro contrabandeado do Paraguai, 573,08 quilos de maconha e um quilo de cocaína. Com informações do Correio do Estado

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com