Artesanato de MS estará em evidência na Feira Nacional do Artesanato

O artesanato de Mato Grosso do Sul será representado na 28ª Feira Nacional de Artesanato, que acontece de 5 a 10 de dezembro, no Expominas, em Belo Horizonte (MG). Os artesãos e as entidades representativas do estado foram selecionados por edital e a Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) oferece todo o suporte logístico para que o trabalho dos artesãos com suas mais variadas técnicas e matérias primas possam fazer parte do evento.

Participam os selecionados como artesão individual: Indiana Marques e Ana Vitorino e as Entidades Representativas do Artesanato: Associação dos Produtores de Artesanato e Artistas Populares do MS  (Proart/MS) e União Estadual dos Artesãos de Mato Grosso do Sul (Uneart/MS), num total de 37 artesãos, com suas produções, para ocupação de um espaço coletivo de 35m², para divulgação e comercialização de produtos artesanais do Estado.

Acontece de 5 a 10 de dezembro, no Expominas, em Belo Horizonte (MG)

Este ano a 28ª Feira Nacional do Artesanato que tem o apoio do Programa Nacional do Artesanato Brasileiro (PAB), promove a sustentabilidade com o tema “Resíduos – reutilizar, reduzir e reciclar”. Para estimular o público na temática sustentável serão realizadas 120 oficinas de técnicas artesanais, a maioria com foco no reaproveitamento de materiais. Este ano a Feira terá 1.200 estandes e beneficiará sete mil artesãos.

O evento oferece oficinas e produção de peças com reutilização de materiais como garrafas pets, raízes, sementes, linhas, tecidos, papel, biscuit e outros materiais recicláveis. Mas tradicionais técnicas também serão ensinadas como a renda renascença e o tear Manual.  Uma novidade esse ano é a oficina para deficientes visuais que vão produzir peças de decoração a partir de instruções em braile. Outras informações pelo site.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com