Casamento Comunitário oficializou união de 74 casais em Corumbá

A 12ª edição do Casamento Civil Comunitário da Prefeitura Municipal de Corumbá aconteceu na noite de sábado, 11 de novembro, e uniu 74 casais de que disseram “sim”. Organizado pela Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, o evento foi realizado no Centro Popular de Esporte, Cultura e Lazer Nação Guató. A juíza de paz Olívia Maria Lins Antunes celebrou a cerimônia que teve participação de familiares dos noivos e contou com festa e distribuição de presentes doados por parceiros. O Casamento Civil Comunitário tem o objetivo de regularizar a situação de casais em condição de vulnerabilidade social e promover o fortalecimento de vínculos familiares.

Casamento aconteceu no Centro Popular de Esporte, Cultura e Lazer Nação Guató. (Foto: Clóvis Neto)

“O evento representa a realização do sonho dessas pessoas. A Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos trabalha oferecendo mais dignidade, fortalecendo vínculos familiares, oportunizando ações que vêm em benefício dos mais carentes. Esses casais não teriam condições financeiras de regularizarem sua situação sem ajuda do Município.

As inscrições para o casamento foram feitas através dos CRAS, onde os casais foram informados sobre a possibilidade de regularização da situação conjugal. Foi feita a divulgação e eles aguardaram por este dia”, afirmou Jane Contu, assessora executiva da Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos.

Representando o prefeito Marcelo Iunes, a primeira-dama Amanda Balancieri Iunes justificou a ausência dele, por estar cumprindo agenda política em Campo Grande, bem como a ausência da idealizadora do evento, secretária especial Beatriz Cavassa. Ela parabenizou os casais pela celebração. “Desejamos que vocês sejam cobertos de bênçãos, felicidades e plena harmonia nessa nova etapa da família, que se dê sempre dentro da felicidade. Parabéns a esse passo tão importante de tamanha grandeza em suas vidas e que sempre vocês sejam muitos felizes”, disse.

Foram convidados para comporem mesa de assinaturas os padrinhos Enaldo Carlos de Almeida Júnior, Luíza Ramos Borges de Almeida, Cássio Augusto da Costa Marques, Maria Eulina Rocha dos Santos, José Antonio Assad e Faria, Gisele Maria Saab Assad e Faria, Luciano Silva Oliveira e Maria Angélica de Jesus Timóteo Amorim. Depois das assinaturas do livro, a troca das alianças e o brinde simbólico, os casais permaneceram para aproveitarem a festa com sorteio de presentes.

A maioria dos casais do evento estava em situação de união estável há vários anos. Um deles resolveu oficializar o matrimônio na ocasião depois de 17 anos juntos. Rodrigo Araújo e Graziene da Silva já têm uma filha de quatro anos fruto desse amor. “A gente vem passando todo esse tempo junto e resolvemos aproveitar a oportunidade para oficializarmos nosso casamento. Estamos muito felizes”, afirmou o noivo. Para ela, a data também tem um significado singular. “É um dia muito especial, apesar de 17 anos juntos, levar o sobrenome do marido é muito gratificante e a Prefeitura dando essa oportunidade para a gente, que não tem condições financeiras, é muito bom”, disse Graziene.

Comente esta noticia...

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com