Pais comemoram início de projeto que levará mais segurança às escolas da Capital

Sessenta escolas municipais e estaduais vão ter a presença de equipes especializadas de policiais militares fazendo rondas preventivas e ostensivas, nos três turnos de aulas, em seis viaturas já disponibilizadas para esse fim. O programa “Escola Segura, Família Forte”, criado pelo Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura de Campo Grande, lançado nesta quarta-feira (4), objetiva levar mais segurança às escolas públicas de Campo Grande e é motivo de comemoração para pais e estudantes que veem no projeto a tranquilidade para estudarem.

A estudante Emili Miranda Trindade, do 9º ano, da Escola Municipal Nerone Maiolino, acredita que o projeto vai trazer segurança. Foto: Geronimo Interlandi

Natali Renata de Almeida conta que tem três filhos na escola pública e agora se sente mais tranquila quando as crianças estão nas escolas. “Acho muito importante a segurança pública estar presente no ambiente escolar. Vemos muitas coisas por aí… E agora vou me sentir mais tranquila em casa”, diz.

Já dona Olga Pires Matos, que tem uma neta de 12 anos cursando o 5º ano do ensino fundamental, diz que o programa era necessário. “Muito bom porque a insegurança é muito grande. Eu trago e busco minha neta e com as rondas a gente fica mais tranquila”, afirma.

A estudante Emili Miranda Trindade, do 9º ano, da Escola Municipal Nerone Maiolino, acredita que o projeto vai trazer segurança, coibindo brigas na frente das escolas. “Estou gostando porque às vezes acontecem brigas e acredito que com esse projeto vai melhorar isso. O policial pode estar passando na hora e inibir qualquer briga que possa acontecer”, pontua.

Para o secretário municipal de Governo, Antônio Cézar Lacerda, a parceria entre o Município de Campo Grande e o Governo do Estado vai dar a tranquilidade que as crianças precisam para estudar. “O nome do projeto se expressa por si, ‘Escola Segura, Família Forte’. Não tenho dúvida que tudo que uma comunidade sonha em ter, tem haver com educação, e fazer com que essa educação funcione em segurança, fortaleça a família e o sentimento de que estão se preparando para o futuro”, afirma.

Já a secretária municipal de Educação, Ilza Matheus, comenta que o projeto é importante por criar um ambiente propício e facilitador para a aprendizagem. “Nós precisamos muito de segurança. Precisamos que nossos alunos tenham confiança e acreditem que estamos seguros. Este projeto vem para proporcionar maior segurança para nossos alunos, principalmente no entorno das escolas”, diz.

Escola Segura, Família Forte

De acordo com o secretário Estadual de Segurança Pública, José Carlos Barbosa, serão seis viaturas e 20 policiais atuando nas escolas. “A ideia é criar um canal de comunicação por telefone, pelo 190, por grupos de WhatsApp que irão integrar todos os diretores dessas escolas. Esse trabalho será coordenado por um grupo de pesquisa pelo banco CAF, que objetiva medir o resultado deste trabalho pioneiro. Uma vez medido e testada a eficiência esperamos que seja modelo para todo o Brasil”, diz.

Para o governador Reinaldo Azambuja essa integração da família com a escola é fundamental para o bom desenvolvimento das atividades escolares. “Fundamental ter essa interação da comunidade com as forças policiais, para um ambiente de paz nas escolas. Todos querem um ambiente de paz para os filhos estudarem com tranquilidade”, salienta.

Já a secretária estadual de Educação Maria Cecília Amêndola complementa a fala pontuando que essa tranqüilidade no ambiente escolar, proporcionará uma melhor aprendizagem. “Que a gente possa fazer o nosso trabalho com tranquilidade, com foco na aprendizagem. Muitas vezes desviamos nosso foco para atender essas questões e por isso é tão importante este projeto, para que alunos, professores, diretores e pais tenham a tranquilidade de realizarem as suas missões”, finaliza.

Além das rondas preventivas e ostensivas – que serão realizadas nos três turnos de aulas em seis viaturas já disponibilizadas para esse fim, o programa contará com uma vertente pedagógica que dará assistência à comunidade, uma vez que ele foi elaborado com a finalidade de coordenar as ações de todos os projetos de prevenção já existentes na área da segurança pública.

Sem Comentarios

2010 © Gazeta do Pantanal - Campo Grande - MS - www.gazetadopantanal.com